WP CLI: Instale e gerencie o WordPress® na linha de comando

O WordPress é incrivelmente fácil de usar com sua interface gráfica intuitiva, mas não é ideal para administradores de servidor e provedores de hospedagem que gerenciam centenas de sites. WP-CLI (WordPress Command Line Interface) é uma ferramenta poderosa que pode controlar todos os aspectos do WordPress a partir da linha de comando.

Quando você tem a tarefa de atualizar ou instalar um plug-in, o gerenciamento de vários sites WordPress com a linha de comando e o script é mais eficiente. Neste artigo, mostraremos como instalar o WP-CLI e destacar alguns de seus recursos mais úteis, incluindo como instalar, atualizar e gerenciar o núcleo, plug-ins e temas do WordPress na linha de comando.

Como instalar o WP-CLI

O WP-CLI é um aplicativo PHP independente que pode ser instalado tanto por administradores de servidor quanto por usuários comuns do cPanel.

  • Os administradores do servidor podem disponibilizar o WP-CLI para todos os usuários do servidor.
  • Os usuários do cPanel podem instalá-lo em seu diretório inicial ou no diretório de um site WordPress para controlar seus sites.

Para instalar e usar o WP-CLI, você precisará acessar a linha de comando do seu servidor. Administradores com acesso root podem fazer login com SSH . Os usuários do cPanel podem fazer login com SSH se estiver disponível ou com o Terminal integrado do cPanel.

WP CLI: Instale e gerencie o WordPress® na linha de comando

Primeiro, precisamos baixar o WP-CLI para o servidor com:

curl -O https://raw.githubusercontent.com/wp-cli/builds/gh-pages/phar/wp-cli.phar

WP CLI Instale e gerencie o WordPress® na linha de comando - 2

Antes de podermos executá-lo, precisamos fornecer permissões de execução com:

chmod +x wp-cli.phar

Você pode aprender mais sobre chmod e permissões de arquivo em Como atribuir permissões a arquivos e pastas no cPanel.

Configurando o WP-CLI como o usuário raiz

Para permitir que todos os usuários executem o WP-CLI, temos que movê-lo para um diretório no PATH do sistema.

mv wp-cli.phar /usr/local/bin/wp

Esta:

  • Move o arquivo para “/usr/local/bin”.
  • Renomeia-o para “wp” por conveniência, embora você também possa escolher outro nome de arquivo significativo.

Todos os usuários devem ser capazes de executar o WP-CLI como “wp”.

Configurando o WP-CLI como um usuário do cPanel

Os usuários do cPanel sem acesso root não podem mover arquivos para um diretório no PATH, mas podem executá-lo a partir de sua pasta pessoal ou no diretório de um site WordPress.

Para executá-lo a partir do seu diretório inicial, você pode informar ao WP-CLI qual site WordPress controlar com a opção “–path”. Por exemplo:

./wp-cli.par config list --path=/home/user/public_html/

Se você mover o WP-CLI para o diretório do site WordPress, não precisará fornecer um local com “–path”, mas precisará especificar o diretório que contém o executável, usando “./“ para o diretório atual.

/home/user/public_html/wp-cli.phar config list

Para facilitar o uso, você pode criar um alias , um atalho de linha de comando:

alias wp='~/wp-cli.phar'

O shell substituirá “wp” por “~/wp-cli.phar”, permitindo que você insira “wp” em vez do caminho completo para o executável.

Você pode tornar o alias permanente com:

echo "alias wp='~/wp-cli.phar'" >> .bashrc

Vale a pena lembrar que, se eu mudei o nome do meu wp-cli.phar para wp e movi ele para /usr/local/bin, esse será o caminho do .bashrc, ficando assim:

echo "alias wp='/usr/local/bin/wp'" >> .bashrc

Estamos adicionando o comando alias ao arquivo de configuração .bashrc da sua conta para que seja executado sempre que você fizer login.

Como funcionam os comandos WP-CLI

Os comandos WP-CLI são compostos por um comando primário seguido por subcomandos para controlar aspectos específicos de um site WordPress.

Por exemplo:

wp help

Aqui, “ajuda” é um comando, que possui subcomandos como:

wp help core

Isso imprime informações de ajuda para os recursos de gerenciamento “principais”. A ferramenta possui um excelente sistema integrado de ajuda e documentação. Se você não tiver certeza de quais comandos pode executar ou o que eles fazem, a ajuda deve ser seu primeiro recurso.

WP CLI Instale e gerencie o WordPress® na linha de comando - 3

4 Comandos WP-CLI Incrivelmente Úteis

Existem mais de 40 comandos e centenas de subcomandos. Você pode ler a lista completa na documentação, mas gostaríamos de destacar algumas das mais úteis.

  1. Lendo e gravando arquivos de configuração
  2. Alteração de senhas de usuários do WordPress
  3. Instalando o núcleo, temas e plugins do WordPress
  4. Faça backup e otimize o banco de dados do WordPress

Lendo e escrevendo a configuração do WordPress

O comando config pode ler e gravar a configuração do WordPress, que está armazenada no arquivo wp-config.php .

Para ver as variáveis ​​de configuração no arquivo wp-config.php de um site:

wp config list

WP CLI Instale e gerencie o WordPress® na linha de comando - 4

Para editar variáveis ​​de configuração individuais, como o nome do banco de dados:

wp config set DB_NAME new_name

Para gerar um novo arquivo wp-config.php com valores pré-configurados:

wp config create --dbname-user2_wp --dbuser-user2_wp --dbpass=new_password

Alteração de senhas de usuários do WordPress

Em nosso artigo recente, Corrigindo erros de login do WordPress com o cPanel , exploramos como alterar as senhas dos usuários editando o banco de dados. Aqui está uma maneira mais rápida de substituir senhas perdidas e esquecidas do WordPress.

wp user update USERNAME --user_pass="new_password"

Embora esse método seja mais rápido, não é tão seguro porque a senha em texto simples do usuário é armazenada no histórico do shell. Você pode excluir as entradas do histórico do shell usando a seta para cima para selecionar o comando e pressionando Ctrl-U para excluí-lo.

Instalando WordPress Core, Temas e Plugins

Um dos aspectos mais úteis de controlar o WordPress a partir da linha de comando é a capacidade de instalar tudo, desde um plug-in até um site WordPress completo. 

Vamos começar com um plugin:

wp plugin install hello-dolly --activate

Para instalar sem ativar, omita a opção “–activate”. Para encontrar o nome correto de um plug-in, abra sua página no catálogo de plug-ins do WordPress e copie o slug da URL. No exemplo, usamos o plug-in Hello Dolly e copiamos o slug de URL de sua página da Web: https://wordpress.org/plugins/ hello-dolly /.

Para instalar um tema:

wp theme install twentytwentythree --activate

Você também pode “desinstalar”, “excluir” e “atualizar” plugins e temas. O recurso de atualização é particularmente útil em sites com muitos plugins:

Para atualizar todos os plug-ins de um site ao mesmo tempo:

wp plugin update --all

Finalmente, para instalar um novo site WordPress em segundos:

wp core install --url=meudominio.com.br --title="Meu Novo Site" --admin_user=frank --admin_password=astrongpassword --admin_email=frank@meudominio.com.br

Executar isso na linha de comando armazena a senha de administrador em texto simples no histórico do shell, mas você pode excluí-la conforme descrito na seção anterior.

Faça backup e otimize o banco de dados do WordPress

Como explicamos em Como fazer backup e restaurar bancos de dados MySQL® no cPanel , é fácil descarregar o banco de dados MySQL do seu site na interface do cPanel. No entanto, se você preferir fazer backup do terminal, use:

wp db export --add-drop-table

A opção “–add-drop-table” garante que os dados sejam substituídos corretamente ao restaurar o backup. E xport cria um arquivo SQL com um nome de arquivo baseado na data e no nome do banco de dados. Para especificar um nome de arquivo diferente, adicione-o ao final do comando:

wp db export --add-drop-table database-backup.sql

Para restaurar o banco de dados, importe o arquivo SQL com:

wp db import database-backup.sql

Importar é uma ação destrutiva. Ele excluirá irremediavelmente todos os dados que foram adicionados ao banco de dados depois que o backup foi feito.

Finalmente, você pode otimizar ou reparar o banco de dados. A otimização reorganiza a maneira como os dados são armazenados para acelerar a leitura e a gravação:

wp db optimize

Tentativas de reparo para corrigir tabelas de banco de dados danificadas. Muitas vezes, vale a pena tentar quando você suspeita de corrupção de banco de dados ou em uma situação de tela branca da morte em que a interface do WordPress não está funcionando.

wp db repair

Gerenciamento Multisite WordPress Rápido e Eficiente com WP-CLI

O WP-CLI é uma ferramenta essencial para quem hospeda e gerencia um grande número de sites WordPress. Ele pode reduzir substancialmente o tempo e o esforço necessários para realizar tarefas de manutenção regulares.

Neste artigo, focamos na execução manual de comandos, mas todos os comandos discutidos e muitos outros podem ser usados ​​em scripts para automatizar fluxos de trabalho complexos. O WP-CLI também pode ser combinado com o cron para agendar tarefas de gerenciamento do WordPress. Explicamos como automatizar tarefas de hospedagem na web com o cron em Como configurar um trabalho do cron .

Se usar o WP-CLI ainda parecer um pouco assustador, o cPanel adicionou os comandos WP-CLI mais usados ​​ao WordPress Toolkit para cPanel na versão 92. Lançar um site, gerenciar plugins e temas e muito mais, tudo a apenas um clique de distância.  Descubra todos os recursos do WordPress Toolkit.

Esse artigo foi útil?

Também pode te interessar